• usuariozest

Galp reforça posição como empresa mais sustentável da Europa e terceira melhor do mundo

Atualizado: 23 de Nov de 2020



A Galp voltou a obter a classificação de empresa mais sustentável da Europa no seu setor durante o ano de 2020, e a terceira melhor a nível mundial, de acordo com os critérios do Dow Jones Sustainability Indices (DJSI).


Além de manter a pontuação global que tinha alcançado na edição anterior deste ranking – a melhor de sempre nos nove anos de presença da empresa nestes índices – a Galp conseguiu ainda aumentar o percentil obtido, atingindo 97 pontos.


No DJSI Europe, a Galp classificou-se no primeiro lugar, entre as suas pares do setor ‘Oil & Gas Upstream & Integrated’ que foram avaliadas. No DJSI World, a energética portuguesa foi a terceira melhor entre as 59 companhias analisadas.


“Esta distinção evidencia o forte compromisso da Galp com as melhores práticas que são a base da criação de valor sustentável para os nossos stakeholders. O reconhecimento pelo DJSI reforça a importância crítica destas práticas nas nossas atividades”, disse o CEO da Galp, Carlos Gomes da Silva.


De acordo com os resultados de 2020 do índice DJSI, a Galp lidera nas categorias de ‘Materialidade’, ‘Reporte Ambiental’, ‘Ecoeficiência Operacional’, ‘Estratégia Climática’, ‘Riscos Relacionados com Água’, ‘Reporte Social’ e ‘Desenvolvimento de Capital Humano’.


Além da liderança no DJSI, a Galp confirmou em 2020 a sua classificação triple-A (AAA) no MSCI e manteve a sua posição no top 5 entre as 50 empresas integradas de Oil & Gas avaliadas pelo Sustainalytics, duas das entidades de referência mais prestigiadas mundialmente na avaliação das práticas de sustentabilidade corporativa.


O índice DJSI foi criado pela S&P, Dow Jones e SAM em 1999, como o primeiro indicador da performance financeira das empresas líderes em sustentabilidade a nível global. Os membros deste índice são classificados como as empresas mais capazes de criar valor para os acionistas a longo prazo, através de uma gestão eficaz dos riscos associados a fatores económicos, ambientais e sociais.


Fonte: Green Future-AutoMagazine


16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo